O nosso blog. Interdito a menores de 18 anos. Imagens impróprias com sexo gay.
.posts recentes

. Greve geral bem dita

.arquivos

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Agosto 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

. Março 2008

. Fevereiro 2008

. Janeiro 2008

. Dezembro 2007

. Novembro 2007

. Outubro 2007

. Setembro 2007

. Agosto 2007

. Julho 2007

. Junho 2007

. Maio 2007

Quinta-feira, 31 de Maio de 2007
Greve geral bem dita
Ontem como todos sabem, foi greve geral....
O que poderia ter sido uma grande chatice, tornou-se num bom início de dia.

Saí do comboio em direcção ao metro, quando para meu espanto, estava encerrado... Totalmente!
No jornal tinha a informação que seriam apenas algumas linhas afectadas, e não a azul, a que eu utilizo, mas afinal "por razões de segurança, encerraram tudo..."
Lá fui eu, como o verdadeiro povo, para a paragem de autocarro.
E é aqui que começa a história que me faz escrever este post...

Como seria de esperar o autocarro estava completamente cheio e eu tive que ficar entalado na porta de entrada e com pessoas à minha volta....
À minha frente ficou um rapaz, que teve de se colocar de lado para caber...
O braço "morto" dele, fazia que com o movimento do transporte, a sua mão me tocasse frequentemente.
Ora essa razão fez-me observar quem se tratava... Pois era um rapaz não muito alto, mas de olhos azuis, barba de "3 dias" e corpo atlético. Aliás, trazia vestido 1 fato de treino, o que talvez indique que seja professor de Educação física ou instrutor de ginásio....
É claro que isso mexeu comigo... não são todos os dias que temos um rapaz do género a tocar-nos, mesmo que seja acidental, pensei eu...
Mas o que é certo é que aproveitei-me dos solavancos do autocarro para me encostar ao braço dele e com isso senti-lo.
Se fosse comigo, rapidamente teria tirado o braço do meu lado, mas ele ao contrário, balançava do mesmo modo.
Não estou a ser convencido, acreditem em mim... até porque sou a antítese do "convencidismo".
Nem tão pouco digo, que ele fosse gay.
Mas verdade é uma: não se importava muito que eu me estivesse a aproveitar.
O braço dele, musculado a roçar-se no meu corpo, a tocar-me nas virilhas (estava n1 degrau inferior em relação a ele, junto à porta de entrada), excitou-me, confesso.
Também pudera: giro e bom, quem resiste?!
A confirmação que não eram "acidentais" os seus toques, foi quando consegui aproximar-me da porta de saída, tendo de passar por ele, e o rapaz ter ficado o tempo todo a olhar para mim até ter saído...
Claro que durante a viagem, o meu pensamento divagou bastante e fantasiou ainda mais, de como seria bom despi-lo e lambê-lo todinho, de uma ponta à outra.
Depois despia-me eu e roçava-me completamente, até sentir ele a excitar-se encostado ao meu rabo.
Baixava-me e sentia os braços dele a envolverem-me com força e ele começava a comer-me mesmo ali, junto de todos...

Não sei que vos diga, mas ganhei o dia!!! faz bem ao ego ser apreciado e ter este tipo de jogos "inocentes e acidentais" ;)
sinto-me: sedutor
tags: ,
publicado por operverso às 12:54
link do post | comentar | ver comentários (2) | favorito
.mais sobre mim
.pesquisar
 
.Outubro 2008
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
31
.tags

. todas as tags

.links
.subscrever feeds